top

Mobile Marketing Blog

Enriqueça o seu conhecimento sobre mobile marketing com os nossos artigos, dicas e tendências.


Mobile Remarketing: o que é, como fazer e benefícios

Thursday, April 09, 2015

mobile remarketing Existe um modo de recapturar a atenção de clientes prospectivos e assim aumentar seu lucro em quase 4x! Como? O mobile remarketing: conheça o que é, como fazer e benefícios.

Você termina a construção de sua campanha de marketing, clica em enviar, e nas próximas horas e dias assiste à compilação de dados – as indispensáveis métricas – resultantes de seu esforço. A jornada dessa campanha, você pensa, acabou.

Ah, não exatamente!

Para aproveitar completamente as ferramentas de marketing ao seu alcance, ainda existe mais um passo após o envio de sua campanha e a avaliação de seus resultados. Ou talvez seria mais correto dizer que aqui surge um novo ponto de partida que muitos ainda não estão aproveitando – o remarketing.

O que é Mobile Remarketing?

Remarketing tem um significado parecido com reincentivar ou recapturar.

O remarketing se refere a todo tipo de estratégia usada por você, o que executa uma campanha de mobile marketing, para incentivar a volta de clientes, leads ou prospects que não realizaram uma ação esperada – mais genericamente, clientes prospectivos que não se converteram em clientes reais.

Na ramo de mobile marketing, o mobile remarketing se refere então às ações (não) tomadas no percurso de uma campanha – os que não abriram sua mensagem, abriram mas não clicaram em nenhum link, clicaram mas acabaram não comprando, e até os que já compraram mas tem um tempo que não retornaram.

O remarketing é uma técnica diferente daquela feita para atrair clientes novos; essas pessoas já se mostraram interessadas no que você tem a oferecer mas por algum motivo (que você poderá identificar e corrigir com os dados certos!) não se transformaram em clientes reais.

Por isso uma campanha de remarketing será mais efetiva – atingirá a pessoa certa com o conteúdo certo no momento certo.

A ideia tem mérito. Mas como fazer?

Exploraremos agora três estratégias de remarketing que você pode usar independentemente ou em conjunto para (re)atrair esse público especifico.

Aumentar o grau de personalização

Imaginamos, por exemplo, a empresa Acme, que atua no setor de varejo. Ela criou uma campanha para todos os seus clientes com o objetivo de incentivar a compra de um produto – digamos que este seja um tablet de lançamento com vários atributos de destaque.

Analisando os resultados de sua campanha, a Acme detectou um interesse inesperado por parte dos jovens – especificamente, clientes da faixa etária de 18 a 24 anos, na qual a taxa de abertura foi bem maior do que em outras.

Isso demonstra como às vezes é difícil determinar o público-alvo de um dado produto. Mas, uma vez identificado, o remarketing lhe dá a oportunidade de outro contato com esses clientes para dessa vez deixar claro como o seu produto ou serviço pode beneficiá-los.

A personalização, portanto, é uma solução para atrair mais efetivamente um prospectivo. Adaptando uma nova campanha ao público certo, você certamente terá um resultado muito superior ao de uma campanha genérica.

Incentivá-lo à compra

Frequentemente, as pessoas abrem sua campanha, leem e clicam nela, mas acabam não comprando (pelo site ou pela loja) por um motivo: preço. Elas podem estar fazendo só uma comparação de preço ou descobriram que o preço de entrega de seu produto é inesperadamente alto – o que pode ser o responsável por sua taxa de conversão baixa.

Para esses clientes, você pode oferecer um maior incentivo: notícia de uma promoção de fim de semana (e se for somente em uma loja entre várias, lembre-se de segmentar por localização) ou um cupom de desconto aleatório válido por 48 horas.

Aqui, o remarketing cria tanto um incentivo quanto um impulso: o cliente quer, e agora pode comprar a um preço reduzido – mas só se for nos próximos dias.

Revenda a um cliente existente

Você possui mais informações sobre um cliente passado e/ou leal do que seus prospectivos. Sim, esses últimos são uma faixa importante para o seu negócio, mas de igual ou até maior importância são os clientes já convertidos.

Por quê? A Regra de 20/80 diz o seguinte: 20% dos seus clientes são responsáveis por 80% do seu lucro.

Visamos então esses 20%. Usando informações sobre o que eles compraram anteriormente, você pode prever o que eles desejarão no futuro e assim montar sua campanha de remarketing. Uma pessoa que compra um PlayStation, por exemplo, certamente precisará também de jogos. Uma pessoa que comprou uma casa para cães pode muito bem precisar de outros recursos para cuidar do mesmo animal. Uma pessoa que comprou um berço provavelmente precisará também de roupas infantis.

Além de impulsionar vendas, você pode utilizar-se do remarketing também para criar uma relação com o cliente. Na medida em que ele fica repetidamente satisfeito, voltará com mais frequência e lealdade.

Conclusão?

Bem, o Forrester Research observou que campanhas de remarketing de email podem gerar uma receita quase 4x maior comparadas ao marketing sem alvos específicos. Portanto, é altamente recomendável que você empregue esta prática em sua estratégia.

Remarketing: uma ferramenta à espera de seu uso. Aproveite, e conheça nossas soluções para campanhas de mobile marketing.

Fontes: Forrester Research / https://www.forrester.com/rb/research/

Compartilhe este artigo!

Comentários