top

Mobile Marketing Blog

Enriqueça o seu conhecimento sobre mobile marketing com os nossos artigos, dicas e tendências.


Usando a psicologia no mobile marketing

Friday, May 15, 2015

psicologia no mobile marketingVeja as melhores dicas da psicologia para aproveitar os avanços da tecnologia móvel e otimizar suas estratégias de mobile marketing.

Estamos hoje na era do futuro.

A frase em si parece grandiosa, não é? É difícil imaginar, mas a verdade é que estamos hoje mesmo no momento de esplendor tecnológico do qual as gerações passadas antecipavam com tanto fervor. Nada ilustra isso melhor do que o smartphone – capaz de fazer coisas que nossos avós nem sequer imaginavam.

Os aparelhos móveis mudaram tudo, inclusive o hábito do consumidor moderno. O avanço brusco da tecnologia deixou grande parte do marcado se esforçando para acompanhar o ritmo e aproveitar o desenvolvimento tanto do smartphone quanto das redes sociais, serviços de mensagem (SMS) e, claro, o mobile marketing.

A psicologia é uma ferramenta poderosa para este fim. Aqui estão as melhores dicas que a psicologia tem a oferecer para quem procura otimizar suas estratégias de marketing.

1. O efeito do contato pessoal e imediato do aparelho móvel

Os aparelhos móveis tem algumas características importantes, segundo um estudo intrigante do NextStage. Eles proporcionam um contato e estimulo à ação muito mais imediato do que em outros aparelhos – isso, porque os fatores psico-cognitivos e psico-emotivos simplesmente são mais fortes quando um usuário é capaz de segurar um aparelho na mão.1

Isso dá um peso desproporcional às mensagens abertas em aparelhos móveis, o que geralmente leva a reações rápidas e extremas por parte do usuário. Não há meio termo; ou sua mensagem foi valiosa ou ela foi um incômodo.

O que isso significa para você? Que sua mensagem precisa ser tão imediata quanto o ambiente móvel. Um SMS é obrigatoriamente limitado e portanto atende bem a essa demanda. Quem escolheu realizar um campanha de mobile marketing via email é que deve tomar cuidado: 67.03% de todos os emails enviados no primeiro trimestre de 2015 foram abertos ou num tablet ou smartphone, e 65.3% dos usuários do iPhone, por exemplo, gastam menos de 15 segundos na leitura desses emails.2

Seja claro, conciso, e impactante. Use ícones de significado óbvio e estruturas intuitivas em suas mensagens. Não peça mais do que seus usuários estão dispostos a oferecerem.

2. Contagio emocional

A felicidade é contagiante. Na verdade, toda emoção é ao menos um pouco contagiante – absorvemos e refletimos elas constantemente no dia a dia. O mesmo acontece no ambiente virtual. Não é à toa que as mensagens que mais incitam ou comovem são as mais bem sucedidas no mundo do marketing. Isso é o resultado do contagio emocional, e é uma ferramenta poderosa do mobile marketing.3

O que isso significa para você? Que você deve escolher bem qual emoção gostaria de despertar ou transmitir a seus consumidores. Eles irão associar essa emoção à sua marca por um bom tempo. Não tenha medo de criar campanhas emocionalmente intensivas, contanto que ela seja apropriada à sua mensagem. O importante mesmo é não ser entediante.

3. Mente inconsciente e estímulos ambientais

Uma desvantagem do aparelho móvel é que hoje, você está competindo com o próprio ambiente ao enviar sua mensagem. A mente inconsciente é responsável por processar constantemente quantidades enormes de informação e regular o que nos afeta e chama nossa atenção. Coisas alheias como o clima, o local específico, e a música nos afetam de forma leve mas perceptível. Não conseguimos controlar isso.

O que isso significa para você? Que a opção mais prática é tentar combater o ambiente. Faça o possível para criar campanhas altamente personalizadas, capazes de chamar a atenção do usuário tanto consciente como subconscientemente. Use o nome do destinatário e escolha um design intuitivo e com cores apropriadas tanto para sua marca quanto para a sua mensagem. A beleza e a competência são chamativas.

4. A importância do compartilhamento

O compartilhamento é um dos motores do mobile marketing – quanto mais acessos, maiores os resultados de uma campanha. Portanto, toda estratégia de marketing bem integrada permite que seu destinatário compartilhe sua mensagem nas redes sociais. O grande mistério envolve as sutilezas desse processo – como criar uma campanha que se difundirá com facilidade e porque as pessoas decidem compartilhar certas coisas e não outras?

Um estudo da New York Times5 revelou que o compartilhamento é tanto auto-realização quanto construção de relacionamento. As seguintes opções foram dadas aos participantes, que poderiam escolher mais de uma:

  • 84% compartilham para apoiar uma causa
  • 78% compartilham para se manter conectado
  • 69% compartilham para se auto-realizar
  • 68% compartilham para definir quem são
  • 49% compartilham para o entretenimento

O que isso significa para você? Que você deve certificar-se de que sua mensagem seja sempre algo de valor – passível de despertar no destinatário um motivo pessoal para compartilhar sua mensagem com os amigos e familiares. Explore maneiras de fazer com que seus consumidores se engajem mais, não só com sua marca, mas com os próprios círculos sociais.

5. Pronome não é gramática – é estratégia social

O pronome é algo poderoso, capaz de estabelecer o tom e o tipo do relacionamento entre você e seus clientes de maneira simples e sutil. Essa relação implícita influencia muito a maneira com que um cliente responde à sua campanha. Lembre-se também que a experiência do consumidor é pessoal, apesar de sua mensagem ser massificada. Todos gostam de ser valorizados.

O que isso significa para você? Que você deve falar menos sobre você e mais sobre seus consumidores e as necessidades deles. Faça o consumidor o centro das atenções. Se o objetivo é fazer com que ele sinta-se envolvido na marca e no trabalho dela, use “nós” e “nossos”. Em momentos de troca direta, use pronomes “você” e “seu”.

Essas cinco dicas da psicologia lhe ajudarão a montar uma estratégia de mobile marketing mais efetiva. Se você estiver pronto para colocar esse novo conhecimento em prática, dê uma olhada nas soluções de mobile marketing do Mobi Pronto!

Referências: 1 NextStage’s “Want to Be Loved? Go Mobile!” http://www.imediaconnection.com/content/35876.asp#multiview 2 Movable Ink - US Consumer Device Preference Report, Q1 2015. https://s3.amazonaws.com/movableink-marketing/Movable+Ink+-+US+Consumer+Device+Preference+Report+-+Q1+2015.pdf 3 Detecting Emotional Contagion in Massive Social Networks, various authors http://journals.plos.org/plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0090315 5 New York Times - The Psychology of Sharing http://nytmarketing.whsites.net/mediakit/pos/

Compartilhe este artigo!

Comentários